Categorias
ECONOMIA

45% dos brasileiros complementam a renda com bicos

Nos últimos 12 meses, 45% dos brasileiros com mais de 16 anos optaram por fazer atividades extras para complementar sua renda.

Os bicos estão nos serviços;

Um terço dos entrevistados complementaram sua renda com serviços de manutenção, beleza, motorista, entregas por aplicativos ou trabalhos domésticos de faxina, babá, aulas particulares e cuidados com idosos e animais.

A pesquisa mostra ainda que a necessidade de realização de bicos é mais frequente em famílias com renda de até um salário mínimo.

Mudando de assunto…

O Ibovespa fechou ontem em alta de 0,47%, aos 113.557 pontos e acompanhou, em parte, a bolsa americana.

O índice também teve aquela ajudinha com o avanço das companhias de proteínas e com a Vale. O recuo da inflação e das commodities é visto como uma possibilidade de alta de juros mais fraca.

Categorias
MERCADO FINANCEIRO

Jorrando petróleo ou dinheiro?

Os dois! A Saudi Aramco, companhia nacional de petróleo da Arábia Saudita, teve lucro de US$ 48,4 bilhões no 2T de 2022.

Esse número representa um salto de 90% em relação ao mesmo período do ano anterior e o maior lucro líquido trimestral desde 2019, quando a empresa abriu capital na bolsa.

Os principais motivos foram: 1) A elevação do preço do petróleo e 2) os lucros mais fortes do refino.

Zoom Out: A Arábia Saudita tem buscado diversificar as fontes de crescimento econômico do país, como turismo, mineração e fabricação de automóveis.

No entanto, o petróleo continua sendo o grande motor da economia. Não adianta, petróleo é o bizness.

Nice, e a bolsa?

O Ibovespa fechou em leve alta de 0,24%, aos 113.031 pontos. O índice foi puxado por ações voltadas ao mercado interno e se livrou de queda por conta do recuo das commodities.

Categorias
ECONOMIA

Indícios de crimes com pix aumentam quase 3000%

Não! Não coloquei um zero a mais, é isso mesmo; três mil por cento! O tanto que o Pix traz facilidade para as transações bancárias do dia a dia, também ajuda, na mesma medida, a prática de roubo e extorsão.

O Banco Central registrou uma explosão de indícios de 2.818% em 2022 em comparação com o ano passado. 🤯
Eles têm suas preferências. Nas grandes cidades, vários casos de roubo foram feitos com o celular desbloqueado para facilitar o acesso ao aplicativo do banco. 🤳🏽

No final de 2021, o Banco Central lançou uma série de mudanças no Pix para dificultar a ação de criminosos — como limitar horários de transferências, valores e o rastreio do dinheiro roubado.

No entanto, em sequestros, criminosos costumam usar contas de laranjas para receber o dinheiro e, em seguida, distribuem para outras contas. Segura firme o celular…

Esse sistema já teve 380 milhões de chaves registradas e é usado por 71% da população, segundo o Banco Central em janeiro de 2022.

86% dos pequenos negócios já utilizam o Pix como forma de pagamento.

Em apenas em um dia, foram realizadas 52,4 milhões de transações. O recorde anterior era de 50,3 milhões, registrado em dezembro de 2021, quando foi paga a segunda parcela do décimo terceiro salário dos brasileiros.

Categorias
ECONOMIA

Famílias brasileiras atingem recorde de endividamento

O endividamento e inadimplência em famílias brasileiras bateram recorde em julho. Os números são os maiores desde o início da pesquisa, em 2010.

Segundo o levantamento, 78% das famílias brasileiras estão endividadas, e 29% estão com contas atrasadas.

Tanto as famílias com renda acima de dez salários mínimos quanto as que recebem abaixo viram as dívidas aumentarem no mês passado. Para os mais ricos, a alta foi de 0,8% e para o segundo grupo, de 0,6%.

Falando em pesquisa… O setor de cartões cresceu 37% no segundo trimestre deste ano, com R$ 834,3 bilhões em transações no período. No primeiro semestre, o crescimento foi de 36,5%. Passar no cartão é fácil, difícil é pagar a fatura.

Bora falar da Bolsa, né?

Ele não decepciona. O Ibovespa fechou em alta de 1,46% aos 110.235 pontos, melhor patamar desde o início de junho.

O índice brasileiro foi impulsionado pela inflação americana estável em julho, que diminuiu aversão ao risco em todo o mundo.


O otimismo do mercado, em grande parte, também aconteceu pela divulgação do índice CPI de julho, que mede a inflação americana.

Categorias
MERCADO FINANCEIRO

Números grandes, lucros multiplicados

As principais petroleiras na América do Norte, América Latina e Europa multiplicaram os lucros no segundo trimestre.

ExxonMobil, Chevron, Cevron, ConocoPhillips, Shell, TotalEnergies, BP, Eni, Equinor, Petrobras, Pemex e Ecopetrol somaram receitas de US$ 594,3 bilhões nos últimos três meses.

O número representa uma alta de 77% na comparação anual. Já o lucro mais que triplicou para US$ 98 bilhões.

O motivo: Os altos preços de petróleo e gás. A retomada da demanda no pós-pandemia e o conflito da Ucrânia, que restringiu o acesso às fontes de energia da Rússia, elevaram o preço do barril a mais de US$ 100.

A estatal brasileira, maior da região, não decepcionou. As receitas de vendas da Petrobras foram 65% maiores, totalizando US$ 34,7 bilhões. Já o lucro avançou 35%, para US$ 11 bilhões.

Looking forward: O barril dos tipos de petróleo usados como referência no mercado, o Brent e o WTI, caíram mais de 10% na última semana — os tempos de bonança das petroleiras podem estar chegando ao fim.

Overview da Bolsa; já são seis… E contando. O Ibovespa só quer saber de verde e fechou a terça-feira com alta de 0,23%, aos 108.651 pontos. O índice brasileiro foi exceção, já que as bolsas americanas caíram — destaque para a baixa de 1,19% da Nasdaq.

A boa performance da bolsa não refletiu no valor do dólar, que subiu 0,33%, fechando o dia a R$ 5,13. Muito por conta da deflação em julho por aqui, o que afeta a taxa de juros — que afeta a diminuição do preço da moeda americana.

Categorias
MERCADO FINANCEIRO

Dia de glória para o Ibovespa

Ontem, o Ibovespa fechou o dia com alta expressiva de 1,81%, aos 108.402 pontos, pelo quinto avanço seguido, com ajuda da queda da curva de juros.

A Petrobras também foi uma das grandes responsáveis por puxar o Ibovespa — foram registradas fortes altas de 4,82% e 5,05%.

Já os índices americanos… Na contramão, o Dow Jones avançou 0,09%, enquanto o S&P 500 e Nasdaq recuaram 0,12% e 0,10%. O dólar caiu para R$ 5,11.

Categorias
ECONOMIA

EUA aprova maior pacote climático da história

Ontem, o Senado americano aprovou um pacote de US$ 430 bilhões para combater as mudanças climáticas, diminuir preços de remédios e aumentar alguns impostos em atividades empresariais.

Chamado de Lei da Redução da Inflação, o projeto será encaminhado à Câmara dos Deputados. Se aprovado, Biden dará sua assinatura.

A relevância: A aprovação do projeto por 51-50, apenas três meses antes das eleições de meio mandato, é considerada uma grande vitória para os democratas, que cumprirão alguns de seus objetivos políticos.

Categorias
MERCADO FINANCEIRO

Calma! Foi só o primeiro dia

O mês de agosto começou com o pé esquerdo, com o Ibovespa fechando em queda de 0,91%, aos 102.255 pontos. O mau humor de segunda-feira veio, principalmente, da Petrobras e da Vale.

Mas as duas companhias têm outros culpados para apontar como responsáveis: os EUA e a China. Dados fracos divulgados pelos dois países derrubaram o preço das commodities, prejudicando os papéis de ambas as empresas.

Já as maiores altas do índices vieram de ações que se beneficiam com os juros, como varejistas e empresas de tecnologia. Leia-se Magazine Luiza e Locaweb.

Enquanto isso… Para a TIM, a situação amarelou ontem — ou azulou, para seguir na paleta da marca.

A operadora divulgou, ontem, que teve queda de 54,1% no lucro no 2º trimestre de 2022, a R$ 313 milhões. Os investidores vão ter que falar com o SAC.

Categorias
MERCADO FINANCEIRO

Medo de recessão aumenta nos Estados Unidos

O Escritório de Análises Econômicas do Governo americano disponibilizou os dados do PIB no país no segundo trimestre do ano, jogando um balde de água fria.


O Produto Interno Bruto encolheu 0,9%, um pouco menos do que a queda de 1,6% no primeiro trimestre, ligando o alerta da recessão técnica — quando acontecem baixas no PIB em dois trimestres seguidos.


Nem todo mundo concorda. Apesar do quadro ser de recessão técnica, muitos especialistas enxergam o momento como uma necessária desaceleração da economia, por estar passando por um período de transição.


Mais um dia que o Tourinho passeou…
Seguindo a animação de quarta-feira, os investidores continuaram bem contentes na quinta. O Ibovespa esqueceu o que é olhar para baixo e fechou em alta de 1,14%, aos 102.596 pontos.


O índice da bolsa brasileira seguiu as bolsas americanas, com destaques para as altas de 1,21% do S&P 500 e de 1,08% da Nasdaq. O dólar comercial caiu 1,67%, fechando o dia em R$ 5,16.

Categorias
MERCADO FINANCEIRO

Exatamente como era esperado

O Banco Central dos Estados Unidos aumentou as taxas de juros do país, ontem, para uma faixa de 2,25% a 2,5%, configurando uma alta de 0,75 ponto percentual.

Mantendo o ritmo da última reunião, acontecida em junho, o Fed repetiu a maior taxa de aumento desde 1994.
E disse mais. No comunicado depois da reunião, o Comitê Federal indicou que deve continuar elevando os juros nos próximos encontros — em uma tentativa de diminuir a inflação, que segue pressionada.

Como funciona? A inflação é um aumento generalizado de preços na economia, reflexo do desequilíbrio entre oferta e demanda. Ao aumentar os juros, a ideia é frear a demanda, diminuindo, com isso, os preços.

O anúncio animou todo mundo no mercado; a quarta-feira foi de festa nos mercados financeiros brasileiro e norte-americano. O Ibovespa fechou em alta de 1,67%, aos 101.437 pontos, com o S&P 500 subindo 2,62% e a Nasdaq pulando 4,06%.

Aproveitando o bom humor do mercado, as criptos também foram bem. O Ethereum disparou 16,66% e o Bitcoin subiu em mais de 10%, voltando ao patamar de US$ 23 mil.